Return to site

Dados apresentados em reunião da CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio confirmam situação crítica das políticas de saúde na região

· Releases

A deputada estadual Renata Souza realizou nesta quarta-feira (14), às 11h, a terceira reunião extraordinária da CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio. Na ocasião, foram apresentados dados estaduais acerca da atenção à saúde da mulher e da criança, bem como dados específicos da cidade e da região dos lagos, que confirmam a situação crítica das políticas de saúde da região. Ao longo deste ano, vinte (20) nascituros e recém nascidos morreram na unidade.

A sessão contou com a participação das superintendentes estaduais de Atenção Primária à Saúde, Thaís Severino da Silva, e de Vigilância Sanitária, Adna dos Santos Sá Spasojevik.

"Em oitivas anteriores, os gestores da rede municipal de saúde de Cabo Frio apresentaram, como uma das justificativas para as mortes, a incidência de sífilis congênita, atribuindo a responsabilidade destas mortes às mães e familiares. Hoje pudemos colher o relato da Secretaria Estadual de Saúde afirmando que, embora o governo do estado disponibilize aos municípios recursos para a realização do exame rápido de sífilis, nenhuma unidade básica de Cabo Frio oferece este exame às pacientes, impedindo a identificação deste problema a tempo de realizar o tratamento mais adequado ao longo da gestação. Este fato evidencia que a verdadeira responsabilidade está com os gestores, não com as famílias.", explica a deputada Renata Souza.

O prazo para encerrar as sessões e oitivas da CPI é dia 17 de setembro. Após esta data, a comissão tem um prazo de 30 dias para apresentar o relatório final.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly