Return to site

Após prestarem esclarecimentos à CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio administradores são afastados dos cargos

.

· Releases

Após prestarem esclarecimentos à CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio administradores são afastados dos cargos

Logo após serem ouvidos pela CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio, da Alerj, presidida pela deputada estadual Renata Souza (PSOL), os diretores do Hospital foram afastados de seus cargos. O objetivo da comissão é investigar a morte de 16 nascituros na unidade, entre os meses de janeiro e março deste ano.

Lívia Natividade, que ocupava o cargo de diretora e Paul Hebert Dreyer, seu marido e ex-diretor geral do hospital, foram desligados de suas funções pelo prefeito da cidade Adriano Moreno (REDE), nesta terça-feira (02).
Durante a reunião ordinária realizada na Alerj, o casal foi questionado sobre óbito dos 16 bebês, as condições de atendimento às gestantes, a falta de estrutura do hospital, o trabalho e a carga horária dos funcionário e a falta de acesso aos prontuários. Estes pontos foram destacados pelas vítimas ouvidas anteriormente pela CPI.

As investigações da CPI continuam por mais 90 dias, podendo ser prorrogadas por mais 60 dias. Na próxima terça-feira, às 10h, o Secretário municipal de Saúde de Cabo Frio, Márcio Mureb, será ouvido pela comissão.

 

 

Equipe Renata Souza

 

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly