Return to site

"Uma decisão pautada no machismo e no preconceito", diz deputada Renata Souza sobre juiz que decidiu tirar guarda de mãe de Manguinhos

· Releases
Além de ser uma decisão pautada no machismo e no preconceito, de acordo com os argumentos do próprio juiz, fere o principio da igualdade de todos perante a lei. O fato de uma mãe morar em favela não é justificativa racional para que o poder judiciário decida por retirar o filho de alguém. Se isso fosse regra, quantas mães moradoras de favelas e periferias perderiam seus filhos? Isso é insano.

O magistrado reforçou sua atitude discriminatória ao declarar que “O Rio de Janeiro é a sementeira do crime". É descabido ao juiz, como agente do Estado, tomar um decisão alegando a situação da segurança ou insegurança. O seu desejo é punir uma mãe pela incapacidade do governo de garantir segurança aos seus habitantes. Isso significa que o Estado está vitimando duplamente essa mulher, seja pela ineficiência desta politica de segurança, seja quando não protege o direito dela ter a guarda do seu filho. É o cúmulo do absurdo.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly