Voltar ao site

Prédios públicos e privados acolherão moradores de rua no Rio

A proposta, da deputada Renata Souza, foi aprovada na Alerj

· Matérias

Renata Souza, presidenta da Comissão de Direitos Humanos da Alerj, cria projeto de auxílio à pessoas em situação de rua - Divulgação/Alerj

Rio - A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira o projeto de lei da deputada e presidenta da Comissão de Direitos Humanos do órgão, Renata Souza (PSOL), que permite a utilização de instalações públicas e privadas como centros de acolhimento de moradores de rua ou pessoas em situação semelhante. A medida estará vigente até que a situação de isolamento social provocada pela pandemia do coronavírus se normalize.

A construção desses centros tem a intenção, de acordo com a deputada, de facilitar a condução de pacientes com sintomas graves de covid-19 para unidades de saúde mais próximas, diminuindo, assim, a espera por atendimento e a grande distância para hospitais.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK