Return to site

Autoridades lamentam tragédia no CT do Flamengo

Pelo menos dez pessoas morreram e há ainda três pessoas feridas, uma delas em estado grave

Rio - Políticos começaram a se manifestar na manhã desta sexta-feira sobre a tragédia que matou pelo menos dez pessoas no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio. Há ainda três pessoas feridas, uma delas em estado grave. Cauã Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves, de 15, e Jonathan Cruz Ventura, 15 (o mais grave), foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

Veja quem são as vítimas do incêndio no CT do Flamengo Ninho do Urubu.

O Presidente da República Jair Bolsonaro divulgou uma nota em que se diz consternado. "Nesta manhã, tomamos conhecimento da triste tragédia ocorrida no Centro de Treinamento do Flamengo, vitimando vidas que iniciavam sua caminhada rumo à realização de seus sonhos profissionais", declarou. "Que Deus conforte seus familiares", completou.

Nota da Presidência da República, via Secretaria Especial de Comunicação, sobre o incêndio no Ninho do Urubu. Que Deus conforte seus familiares! pic.twitter.com/plnqfb61WZ

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 8 de fevereiro de 2019

No Twitter, o governador do Rio, Wilson Witzel deixou suas condolências aos familiares e amigos dos dez jovens. O Estado decretou luto oficial de três dias por causa das mortes. "Deixo aqui minhas condolências aos familiares e amigos dos 10 jovens, vítimas do incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande. Esses atletas seriam o futuro do nosso futebol. Aguardo investigação minuciosa sobre o fato. Que Deus dê força e conforto às famílias."

Enviado ao Ninho do Urubu como representante do governo do estado, o vice-governador, Cláudio Castro lamentou a morte de 10 pessoas no Ninho do Urubu, Ele informou que as chamas no local foram controladas em pouco mais de uma hora.

"A equipe dos bombeiros foi acionada às 5h14, saiu às 5h17 e chegou às 5h38. Antes das 6h30 o fogo estava apagado. Estamos em fase final de perícia. O governador está desde as seis acompanhando tudo e estamos aqui para demonstrar solidariedade e acompanhar o que aconteceu. É preciso ter um esclarecimento. Uma tragédia dessas não pode ficar sem resposta", advertiu.

Segundo Cláudio Castro, informações preliminares de atletas que estavam no alojamento apontam para um aparelho de ar-condicionado: "A perícia está trabalhando. Ainda é muito cedo para saber, mas a princípio teria sido um ar-condicionado." Ele elogiou a total colaboração do Flamengo: "O clube e a sua diretoria abriram as portas para todo o trabalho. Tivemos todo o acesso."

O prefeito Marcelo Crivella decretou luto oficial por mais três dias e expressou "seu mais profundo pesar pela tragédia que se abateu sobre o Centro de Treinamento do Clube de Regatas do Flamengo, em Vargem Grande, que vitimou jovens atletas das categorias de base".

Crivella informou que entrou em contato com o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e colocou a prefeitura à disposição da diretoria da agremiação para o atendimento das vítimas do incêndio, o que já está ocorrendo em hospitais municipais.

Vídeo registra incêndio que atingiu alojamento do Ninho do Urubu; assista.

O vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão, publicou uma nota de pesar em solidariedade às vítimas do incêndio no Ninho do Urubu. "Profundamente triste nesta manhã com a tragédia no CT do #Flamengo . Como torcedor e esportista solidarizo-me com as famílias, o Clube e a Nação Rubro-Negra. Deus conforte a todos. Toque de silêncio", declarou.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, lamentou a morte dos dez jovens no incêndio ao abrir a sessão extraordinária do Conselho Superior do Ministério Público Federal, em Brasília. Ela destacou a grande dificuldade de se prevenir essas tragédias de grandes proporções, seja em área urbana ou rural.

O presidente da Câmera dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), também prestou solidariedade às famílias: "Minha solidariedade às vítimas e familiares desse incêndio no centro de treinamento do Flamengo na manhã de hoje. É muito triste ver os sonhos de pessoas tão jovens serem interrompidos de forma tão trágica."

O deputado federal Marcelo Freixo (Psol) lembrou da origem humilde dos adolescentes, que vieram de outras cidades para construir sonhos e ajudar suas famílias. "Profundamente triste com a tragédia no Ninho do Urubu, que tirou as vidas de 10 garotos de forma tão brutal. Meninos de origem humilde, que vieram de outras cidades para construir sonhos, melhorar suas vidas e ajudar suas famílias. Toda nossa solidariedade aos familiares e amigos."

A deputada federal Jandira Feghali (PC do B) lembrou que "não importa qual o seu time, não importa a rivalidade das torcidas. Jovens repletos de sonhos morreram, futuros atletas, futuros campeões, cidadãos que dariam ainda muitas alegrias a milhões de brasileiros."

A deputada estadual Renata Souza (Psol) também se manifestou nas redes sociais. "Muito difícil iniciar a nossa sexta-feira com a notícia terrível do incêndio do CT do Flamengo que deixou pelo menos 10 pessoas mortas. Toda solidariedade aos familiares das vítimas. Flamengo, meu time do coração, chora e está de luto."

"E lá se vão os sonhos de dez jovens atletas do Flamengo, vítimas do incêndio no Ninho do Urubu. Uma tristeza enorme. Minha solidariedade às famílias das vítimas desta nova tragédia", escreveu o deputado estadual Flávio Serafini (Psol).

Alexandre Frota, deputado federal eleito pelo PSL, compartilhou uma foto com o escudo do time e se disse “solidário ao Flamengo”.

"Que Deus conforte as famílias das vítimas do incêndio no centro de treinamento do Flamengo. Minha solidariedade a essas famílias”, escreveu o ex-deputado Roberto Jefferson.

O senador Alvaro Dias (Pode) também se manisfestou nas redes sociais . “Mais uma tragédia nos abala nesse início de ano. Os meus pêsames e solidariedade aos familiares, amigos e à imensa Nação Flamenguista!”

Em nota, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) lamentou profundamente o acidente. "A Alerj se solidariza com os parentes e amigos das vítimas neste momento de grande pesar. Em respeito aos que foram afetados, a Casa decretou luto oficial de três dias", informou o texto.

Jornal O Dia

Link da matéria

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK