Voltar ao site

Caso João Pedro: Morte do menino é denunciada à ONU e OEA

Deputados do PSOL fazem denúncia para cobrar medidas mais duras de investigação e punição aos envolvidos no caso

· Matérias
A morte do garoto João Pedro , de 14 anos, na noite da última segunda-feira (18), foi denunciada à Organização das Nações Unidas ( ONU ) e à Organização dos Estados Americanos ( OEA ).

Além deste caso, outras 13 mortes de moradores de favelas no Rio foram incluídas no relatório enviado às organizações. Todos os casos enviados, incluindo o de João Pedro, estão relacionados com operações policiais . As informações já estão com a Comissão Interamericana de Direitos Humanos .

A denúncia foi encaminhada pelo deputado federal Marcelo Freixo e a deputada Renata Souza , ambos do PSOL/RJ. Por meio do Twitter, o deputado comentou que devem ser feitas investigações imparciais e urgentes sobre o caso.

“Eu e a Renata Souza entramos com uma representação na Comissão de Direitos Humanos, na ONU, para cobrar uma investigação imparcial sobre o assassinato do menino João Pedro, em São Gonçalo. O que aconteceu é uma barbaridade e os culpados precisam responder por esse crime”, comentou.

Para relembrar

O adolescente João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos , foi atingido por um tiro de fuzil na barriga na tarde de segunda-feira (18) , durante uma operação policial no Complexo do Salgueiro. Ele foi socorrido por um helicóptero da Polícia Militar, mas a família não foi avisada sobre a unidade de saúde que o garoto foi levado. Foram horas de desespero até que, na manhã da terça-feira (19), o corpo de João Pedro foi localizado no Instituto Médico-Legal de São Gonçalo por alguns parentes. Nesta própria terça-feira, agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizam uma nova operação no Salgueiro.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK